Lore:Sload

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
Arte Conceitual de um Sload

Os Sload (às vezes chamados de vermes[1] ou povo-lesma[2]) são uma raça de bestas semelhantes a lesmas que habitam os Reinos de Corais de Thras, à sudoeste de Tamriel.[3]

Sloads são naturalmente cautelosos e cuidadosos. Em suas tradições míticas, todos os heróis passam anos planejando, considerando e consultando os sábios Sloads antes de tomarem a ação correta e alcançarem seus objetivos. Por outro lado, todos os seus vilões agem rapidamente ou precipitadamente e sempre falham. A linguagem Sload não tem palavra para 'aventura', e o equivalente mais próximo significa, mais precisamente, 'desastre trágico'.[4]

Sloads não experimentam emoções como as raças Tamriélicas, mas muitas vezes são hábeis em atuar e podem simulá-las exageradamente para o benefício sobre os seres mais emotivos.[4]

Eles honrarão as leis, lealdades e amizades apenas enquanto verificarem que é do seu interesse em fazê-los. Eles também não têm escrúpulos contra blasfêmia, roubo, sequestro, assassinato, genocídio ou qualquer outra coisa que possa ajudá-los a alcançar seus objetivos.[4]

Os Sloads aparentemente não são religiosos e geralmente rejeitam a adoração, mas servirão voluntariamente aos Daedra se eles se beneficiarem disso.[2] Alguns, em particular como o famoso necromante N'Gasta da Segunda Era, também segue o King of Worms.

Existem alguns rumores de que os Sloads possuem dirigíveis, utilizados para carregar cadáveres de Senchal para Thras.[5]

Biologia

Não se sabe como exatamente os Sloads se reproduzem. Acredita-se que sejam hermafroditas em sua juventude, embora os órgãos sexuais pareçam ser absorvidos no momento em que têm idade suficiente para sobreviver em terra.[6] Os pais Sloads se importam pouco com o destino dos jovens, e muitas vezes os matam para fazer um sabão de Sload, que eles usam em rituais necromânticos. Sloads começam suas vidas como "pequenas larvas amorfas nojentas" de acordo com Bendu Olo, líder da expedição punitiva enviada por nações Tamriélicas à Thras após a Praga Thrassiana. Os jovens Sloads se transformam em quase-cefalópodes aquáticos chamados "polwygles" antes de atingirem a idade adulta.[7]

Devido a corpulência do corpo humanoide de um Sload adulto, semelhante a uma lesma, eles passam grande parte do tempo chafurdando em lagoas rasas e se movem muito lentamente.[7] Sloads supostamente tem uma baixa capacidade de agarrar, dificultando o uso de ferramentas. O tegumento de um Sload pode se adaptar lentamente a objetos e superfícies, o que lhes permite escalar superfícies como lesmas.[4] Sloads são incapazes de ter descendentes mestiços com a raça dos Homens, Elfos, e outros Povos-Besta, pois não são considerados humanos.[8]

Sload são altamente inteligentes e habilidosos em magia.[4] São renomados em seu domínio sobre arte da necromancia.

História

N'Gasta, o necromante de Stros M'Kai

Os Reinos de Corais Sloads geralmente seguiram uma política isolacionista, muito devido a estarem em guerra com o resto de Nirn, mas tiveram relações diplomáticas com os Maormer de Pyandonea.[7] Portanto, sua história não é muito conhecida. O evento mais importante conhecido é quando os mesmos lançaram a Praga Thrassiana em Tamriel em 1E 2260, matando mais da metade da população. Em resposta, Tamriel reuniu a Marinha de Todas as Bandeiras em Stirk que devastou Thras, matando todos os Sloads que puderam encontrar e finalmente, junto com seu reino, acabaram afundando-os com magias desconhecidas.[9] Os Sloads, no entanto, sobreviveram, e Thras ressuscitou desde então.[4]

Sload Marinho

Um Sload Marinho

Além de Thras, Sloads também governam outros reinos no Mar de Pérolas. Um desses reinos é o reino submarino de Ul'vor Kus, que é o lar dos Sloads Marinhos, que são conhecidos por serem ainda mais reclusos do que seus primos Thrassianos. Além da necromancia, os Sloads Marinhos também são habilidosos nas artes da alquimia, magia das sombras e magia da mente, bem como outras disciplinas arcanas. O Sloads Marinhos geralmente tendem a formar associações entre si para alcançar objetivos comuns, que então se desfazem ou alteram-se à medida que esses objetivos mudam. Os Sloads Marinhos utilizam várias criaturas do fundo do mar, como o Yaghra, como servos e soldados. Em meados da Segunda Era, fora pensado que os Sloads Marinhos estavam perto da extinção pelos Sapiarcas da Torre de Cristal.[10] No entanto, vários avistamentos de Sloads Marinhos em Summerset Isle foram feitos por volta da 2E 582, dissipando essa crença.[11]

Galeria

Notas

  • "Sload" é ​​uma junção de "slug" (Lesma) e "toad" (Sapo).
  • Uma embarcação na 4ª Era foi nomeada como Dainty Sload (Sload Delicado) depois dos Sloads.[12]

Veja Também

Livros

Referências