Lore:Ehlnofey

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995

Os Ehlnofey, as vezes chamados de Elhnofey,[1] da Era da Alvorada são um grupo de et'Ada que, juntos das Hist, decidiram não abandonar Mundus e, ao invés disso, trabalharam para mantê-lo viável. Eles permaneceram no reino mortal e o popularam, tornando-se os progenitores das raças modernas.[2][3] Muitos seguiram o exemplo de Y'ffre e se sacrificaram para formar as leis da natureza.[4] Foi descoberto que esses "Ossos da Terra" podem ser manipulados até certo ponto,[2][5] talvez por conta do vínculo deles com a própria terra, "Velha Ehlnofey" tornou-se outro nome para Aldmeris, a terra mítica do elfos.[6][7] Seu idioma, ou idiomas, ficou conhecido como Ehlnofex.[2]

Origem

Quando Magnus o arquiteto decidiu escapar de Mundus, os et'Ada se dividiram. A maioria seguiu Magnus, mas os Ehlnofey são aqueles que, como já dito, sacrificaram-se e transformaram-se para que pudessem permanecer em Mundus.[3] Acredita-se que Nirn é uma amálgama de doze mundos, e um grande pedaço de um mundo, o mundo Ehlnofey, ficou relativamente intacto. Os Ehlnofey que lá viveram foram os ancestrais dos Mer, e sua solidariedade lhes permitiu reter mais de seu antigo conhecimento e poder. Os outros Ehlnofey, que foram deixados espalhados por Nirn, tiveram dificuldade em adaptar-se, e foram apelidados de "Errantes". Por algum motivo, uma guerra eclodiu entre os antigos Ehlnofey e os Errantes. Os primeiros eram mais poderosos individualmente, mas os segundos eram mais numerosos, e tinham sido fortalecidos pelas dificuldades de Nirn. Acredita-se que essa guerra remodelou a face de Nirn, criando os primeiros oceanos, e oque sobrou da Velha Ehlnofey supostamente se tornou Tamriel.[8] Não se sabe ao certo quando essa guerra ocorreu, mas é dito que os Aldmer deixaram seu condenado e arruinado continente e colonizaram o sudoeste de Tamriel na metade da Era Merética,[3][7] apenas para passar séculos procurando em vão por sua antiga terra natal.[9]

Legado

A desagregação dos Aldmer seguida por conflitos culturais e raciais é chamado de "A Fragmentação de Aldmeris". Os Ehlnofey de Tamriel tornaram-se os Dwemer, os Chimer, os Bosmer, e os Altmer. Os Caminhantes tornaram-se os homens de Nirn, eventualmente se dividindo em vários grupos raciais, incluindo os Nedes, Nords, os Rubraguardas de Yokuda, os Tsaesci de Akavir, e outros grupos aborígenes.[8]

Apesar da raça ter aparentemente desaparecido, os Ehlnofey não foram totalmente esquecidos. Acredita-se que eles teriam aceitado estudantes antes de desaparecerem, passando seu conhecimento para as raças emergentes.[10] O conhecimento da maioria dos indivíduos se perdeu com o tempo, mas muitos Ehlnofey prominentes aparecem de alguma forma nos panteões de varias raças. Os Ayleids de Cyrodiil preservaram a mágica e os idiomas dos Ehlnofey da Era da Alvorada.[3] As teorias do Dwemer Alto Senhor-artesão Kagrenac envolvem usar tons sagrados no Coração de Lorkhan e manipular os Ossos da Terra, comandando a "obediência" dos Ehlnofey.[5]

Galeria

Notas

  • A guerra travada entre os Ehlnofey descrita em O Anuado Comentado tem grandes semelhanças com a guerra entre Lorkhan e Auriel descrita em O Monomito, provavelmente porque os textos resumem os mesmos eventos de perspectivas historiográficas diferentes.

Veja Também

Referências

  1. ^ Guia de Bolso do Império, 1º Edição: SkyrimSociedade Geográfica Imperial, 2E 864
  2. ^ a b c O Monomito
  3. ^ a b c d Antes das Eras do HomemAicantar de Shimerene
  4. ^ Variedades da Fé no ImpérioIrmão Mikhael Karkuxor
  5. ^ a b Baladas Demnevanni's dialogue in Morrowind.
  6. ^ [[Lore:Guia de Bolso do Império, 3º Edição/Summerset|]]
  7. ^ a b [[Lore:Guia de Bolso do Império, 3º Edição/All the Eras of Man|]]
  8. ^ a b O Anuado Comentado
  9. ^ Pai do NibenFlorin Jaliil
  10. ^ [[Lore:Guia de Bolso do Império, 1º Edição/Hammerfell|]]