Lore:Gods J

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
Lore: Deuses: G(Redirecionado de Lore:Jode)


Jephre, Elven God of Song and Forest

See Y'ffre.

Jhunal, Rune God

The Nordic god of hermetic orders. After falling out of favor with the rest of that pantheon, he became Julianos of the Nine Divines. He is absent in modern Skyrim mythology.[1] Vivec mentioned "JHUNAL" as one of the eight known worlds.[2]

Jode, Big Moon God

Aldmeri god of the Big Moon. Also called Masser or Mara's Tear. In Khajiiti religion, Jode is only one aspect of the Lunar Lattice, or ja-Kha'jay.[1]

Jone, Little Moon God

Aldmeri god of the Little Moon. Also called Secunda or Stendarr's Sorrow. In Khajiiti religion, Jone is only one aspect of the Lunar Lattice, or ja-Kha'jay.[1]

Julianos, God of Wisdom and Logic

Julianos, Aedric God of Wisdom and Logic, is one of the Cyrodilic Divines, governing the realms of literature, law, history, and contradiction. He is usually associated with magic, and thus is often revered by wizards. Jhunal, the Nordic father of language and mathematics, fell out of favor in the Nordic pantheon, after which he became Julianos of the Divines. Monastic orders founded by Tiber Septim and dedicated to Julianos are the keepers of the Elder Scrolls. He is particularly venerated amongst many Imperials and Bretons. As a Divine, he represents the virtue of learning, scholarship, and justice. He is said to "incant the Damned Equation". His symbol is a triangle.

Jyggalag

Jyggalag é o Príncipe Daedrico da Ordem, mas até a Terceira Era não se sabia muito sobre ele em Tamriel além de seu nome. Ele representa a ordem lógica e a dedução e tomou conta de cada detalhe do mundo e de cada ação que já aconteceu no Mundus ou Oblivion muito antes de acontecerem. Jyggalag comanda seus próprios Daedra, os Cavaleiros da Ordem, que são criados em obeliscos invocados por seus seguidores, os Sacerdotes da Ordem.

Num período de tempo antes da história registrada o reino de Jyggalag de ordem perfeita se expandiu pelos mares de Oblivion, e então os outros Príncipes Daedricos ficaram com medo e com inveja dele. Eles o amaldiçoaram a viver como Sheogorath, a incarnação do que ele mais odiava: loucura. No entanto ele foi permitido a voltar a sua verdadeira forma no fim de cada era para retomar as Ilhas Arrepiantes em um evento conhecido como o Marcocinza. Porém, quando isso for feito, Jyggalag é transformado em Sheogorath novamente, recomeçando o ciclo. No fim da Terceira Era um mortal Campeão de Sheogorath teve a chance de derrotar Jyggalag, parando o Marcocinza antes que pudesse conquistar o reino. Isso supostamente libertou Jyggalag da maldição, permitindo que ele se mantenha em sua verdadeira forma. O Campeão então assumiu a posição de Sheogorath como o Príncipe Daedrico da Loucura, e Jyggalag então partiu para vagar no vazio do Oblivion.

Dyus de Mytheria era o mordomo de Jyggalag e o protetor de sua Grande Biblioteca. A Espada de Jyggalag é o único artefato conhecido do Príncipe.

Galeria

Veja Também

Referências

  1. ^ a b c Variedades da Fé no ImpérioIrmão Mikhael Karkuxor
  2. ^ [[Lore:36 Lessons of Vivec, Sermon 3|]]

</noinclude>

References