Lore:Dagoth Ur

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
200px Alert image.png NOTA!

Este artigo ainda está em processo de tradução, portanto, está incompleto.

Ajude! Se você tem o conhecimento necessário, por favor edite este artigo para que possamos remover a marcação de Incompleto.


Dagoth Ur

Dagoth Ur, também conhecido como Voryn Dagoth[1] e o Sharmat,[2][3] foi o imortal Lorde Alto Conselheiro da Casa Dagoth, que residiu embaixo da Montanha Vermelha com seu povo, os Vampiro das Cinzas, e legiões de monstros com Corprus.[4]

História

A Guerra do Primeiro Conselho

Quando mortal, Lorde Voryn Dagoth era um dos poucos que sabiam da existência do Coração de Lorkhan, junto a Vivec; Almalexia; Sotha Sil; e seu líder, Lorde Indoril Nerevar.[5] Dagoth alegou que o sumo sacerdote Dwemer, Kagrenac, estava extraindo poder do Coração usando ferramentas específicas, para criar um deus mecânico, o Numidium, que seria usado contra os Chimer.[5][6] Após Azura confirmar o relato de Dagoth, medidas foram tomadas para impedir os Dwemer, começando uma guerra que culminou no desaparecimento dos Dwemer e a transformação dos Chimer nos Dunmer.[7][8]

Seguindo a derrota dos Dwemer, as Ferramentas de Kagrenac, o Artesão Mestre foram apropriadas pelos Chimer, e Lorde Nerevar tinha o fardo de decidir o que fazer com elas.[5] A princípio, Dagoth pediu a sua destruição imediata, fosse as Ferramentas ou Coração em si, o que levou Nerevar a acreditar que ele podia ser de confiança para proteger-las, enquanto Nerevar consultava seus conselheiros, o Tribunal de Vivec, Almalexia e Sotha Sil (e a padroeira daédrica dos Dunmer, Azura).[5][6]

Infelizmente, quando Nerevar e o Tribunal retornaram à Montanha Vermelha, concluindo que as Ferramentas de Kagrenac deveriam ser preservadas, porém jamais usadas, Dagoth recusou-se a abrir mão delas, sustentando que ela fora confiado a proteger-las.[6] Desconhecido por eles na época, Dagoth havia feito experimentos com as Ferramentas no Coração, durante a ausência de Nerevar, e de alguma forma conseguiu roubar parte de sua essência divina e poder.[9] Ele se auto-declarou Dagoth Ur, e foi para sempre conhecido por esse nome (é possível que Nerevar pode ter inevntado o nome).[5][6] Nerevar e os guardas do Tribunal derrotaram Dagoth Ur, que foi repelido e alegadamente ter sido assassinado.[6][9] Sua Casa deixou de existir; os remanescentes foram ou assassinados, ou juntaram-se as demais Grandes Casas(embora tenha sido reformulada mais tarde).[1][4] Entretanto, Nerevar foi mortalmente ferido e faleceu logo depois.

Algumas fontes alegam que Nerevar morreu pelas mãos do Tribunal, que o assassinou quando deixou a Montanha Vermelha para consultá-los, foram eles que lutaram com Dagoth Ur pelas Ferramentas, e Dagoth lutou para vingar a morte de Nerevar.[5][10] Essas declarações foram veementemente negadas pelo Templo do Tribunal, assim como Vivec; e mesmo a versão de Dagoth Ur contradiz isso, já que o próprio admite ter duelado com Nerevar embaixo da Montanha.[5][1] De qualquer forma, o Tribunal não obedeceu o último desejo de Nerevar: anos depois, quando Sotha Sil estudou seus secredos, o Tribunal regressou a Montanha Vermelha e usou as Ferramentas de Kagrenac para roubar poderes divinos para si mesmos.[9][6] Dagoth Ur também conseguiu forjar uma conexão ao Coração, de alguma forma: ele permaneceu vivo e imortal, embora sem corpo e dado como falecido.[9][11]

O Regresso

A Barreira Fantasma

Os intentos do Tribunal se provaram desastrosos, apesar de suas grandes e heroicas façanhas em seu estado divino.[11][12] Em 2E 882, quando o Tribunal viajou à Montanha Vermelha para renovar sua conexão ao Coração em um ritual para banhar-se, eles encontraram Dagoth Ur outra vez, ressuscitado em uma nova encarnação, e com poder divino ao nível dos deles.[9][13] Incapazes de adentrar a Câmara Cardíaca da Montanha Vermelha, eles foram forçados a se render. Dagoth Ur tinha controle exclusivo do Coração a esse ponto, e ficava mais forte enquanto o Tribunal ficava mais fraco.[13]

Sucessos subsequentes permitiram Dagoth Ur expandir ainda mais sua esfera de influência: primeiro a cidadelas Dwemer, e depois ainda mais por diferentes meios de espalhar doenças da Mangra. Em 3E 417, veio o pior golpe: em parte de um plano mal orientado para recapturar as cidadelas Dwemer, Almalexia e Sotha Sil perderam os artefatos Sunder e Keening, duas das Ferramentas de Kagrenac, e tiveram que ser resgatados por Vivec. Eventualmente, o Tribunal foi forçado a deixar suas vidas e devotar-se a maior parte do tempo mantendo a Barreira Fantasma mágica que eles ergueram, para evitar a esfera de influência de Dagoth Ur de se espalhar. Mesmo isso foi apenas um sucesso parcial; criaturas infectadas com Mangra podiam voar sobre ela, e havia uma passagem abaixo do chão para a Fortaleza Dunmer perdida de Kogoruhn, o reduto da Casa Dagoth em vida, por onde outras criaturas adoentadas e infectadas com Corprus poderiam escapar a Montanha Vermelha.[13]

Agora possuindo apenas uma das ferramentas de Kagrenac, a manopla Wraithguard, o Tribunal não podia - sequer ousou - passar os limites de sua própria Barreira Fantasma para recuperar as demais. Enquanto Sotha Sil e Almalexia absteram-se do mundo, Vivec permaneceu sozinho mantendo a Barreira Fantasma, uma tarefa que exigia tanto de suas energias que ele não poderia sequer sair de seu Palácio, o os Ordinators de seu Templo saíram de seu controle e se tornaram ainda mais fanáticos e rígidos enquanto a fé dos Dunmer vacilava. Enquanto isso, Dagoth Ur se preparou para construir Akulakhan, o Segundo Numidium, um deus-máquina de bronze que usaria para conquistar toda Tamriel.[13]

Fortaleza de Dagoth Ur dentro da Montanha Vermelha

A Chegada do Nerevarine

All this was to change with the advent of the Nerevarine.[11] This outlander to Morrowind was the reincarnation of Nerevar prophesied by Azura who would return to rectify the dishonorable acts of his councilors.[5] Knowing better than to dismiss the Goddess of Dusk and Dawn, both Vivec and Dagoth Ur prepared for the Nerevarine's arrival as best they could, though they did not know when, where, or in whom the prophecy would be fulfilled. The Nerevarine met with Vivec, who offered him advice concerning how to defeat Dagoth Ur, even though he knew that the Nerevarine's success, and the destruction of the Heart of Lorkhan, would mean the loss of his power as a demigod. [3][9] Dagoth Ur offered him power, and the chance to use Akulakhan to drive the Empire out of Morrowind.[1]

The deception, treachery and confrontation that Dagoth Ur encouraged among his followers left him unable to understand the Nerevarine: he could not deduce beforehand whether the Nerevarine sought to fight him or join him, even when the Nerevarine finally confronted him in the bowels of Red Mountain.[1][14] Nerevar reborn ultimately severed Dagoth Ur's connection to the Heart of Lorkhan, at the same time destroying Akulakhan. Dagoth Ur became mortal once more, losing his divinity. Although he was nonetheless a mighty sorcerer, the Nerevarine bested him in combat and brought a final end to the ancient evil. Rather than repeat the mistakes of the past and seek personal power, the Nerevarine departed on an expedition to Akavir.[15]

Notas

  • "Dagoth-Ur" is é outro nome para a Monatanha Vermelha, e é normalmente distinguível da deidade "Dagoth Ur" por conta do hífen, porém o uso da distinção é bastante inconsistente. Assim como as cidades de de Vivec, Almalexia e Sotha Sil, distiguir entre o local e pessoa depende do contexto.

Veja também

Referências

  1. ^ a b c d e Message from Dagoth UrDagoth Ur
  2. ^ Sithis
  3. ^ a b As Trinta e Seis Lições de VivecVivec
  4. ^ a b The Lost ProphecyGilvas Barelo
  5. ^ a b c d e f g h Nerevar at Red Mountainthe Tribunal Temple
  6. ^ a b c d e f The Battle of Red Mountain, and the Rise and Fall of the TribunalVivec
  7. ^ As Trinta e Seis Lições de Vivec, Sermão Trinta e SeisVivec
  8. ^ As Cinco Crônicas do Rei Wulfharth
  9. ^ a b c d e f The Plan to Defeat Dagoth UrVivec
  10. ^ Progress of TruthDissident Priests
  11. ^ a b c Pocket Guide to the Empire, 3rd Edition: The Temple: MorrowindImperial Geographical Society, 3E 432
  12. ^ 2920, o Último Ano da Primeira EraCarlovac Townway
  13. ^ a b c d Dagoth Ur's PlansTribunal Temple
  14. ^ Dagoth Ur's dialogue with the Nerevarine in Morrowind.
  15. ^ Rumors heard during the Oblivion Crisis.

Predefinição:Aedra e Daedra