Morrowind:36 Lessons of Vivec, Sermon 30

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
MW-icon-book-Book3.png
Informações do Livro
ID BookSkill_Short Blade5
Veja também Versão da Lore
Anterior Sermon 29 Próximo Sermon 31
Value 200 Weight 3.0
Skill Short Blade
Localizações
Encontrado nos seguintes lugares:
Livro 30 de uma série de palavras de conhecimento relacionadas à Vivec


Então Vivec deixou os místicos da Sala dos Números e voltou para o espaço que não era um espaço. Da Casa Provisória, ele olhou para o mundo mediano para encontrar o sexto monstro, chamado Rosto-Cidade. Ele ficou irritado quando não conseguiu encontrá-lo e voltou para o Forte das Lamentações com uma raiva secreta, matando um místico que perguntou sobre a ordem superior.

Nerevar, o Hortator, testemunhou isso e disse: 'Por que isso, meu senhor? Os místicos olham para você em busca de orientação. Eles trabalham para tornar seu templo melhor pavimentado.’

Vivec disse, 'Ninguém sabe o que sou.'

O Hortator consentiu e voltou aos estudos.

Aqui está como o Rosto-Cidade escondeu-se de sua mãe-pai: Ele nascera com o nome de Ha-Note, um simples desejo de poder, um nervo do vento esotérico sintonizado com a frequência de massas amontoadas. Encontrou raiz nas aldeias e se multiplicou, encontrando nas mentes dos locais uma astrologia velada, os mapas estelares da cultura, e essa ressonância fez sua cabeça nadar. Ha-Note moveu-se de lado para o Local Adjacente, crescendo e sem o conhecimento. Acima do vocal, ele tremeu com novas emoções, imortais, absorvendo mais do que as trinta conhecidas no mundo mediano. Quando Ha-Note ficou com saudades de casa, os Ávidos os aceitaram.

Um Ávido falou, 'Novas emoções aos solitários ocorrem apenas da loucura. Essa coisa de foi. É nossa agora.'

Os Ávidos nunca tinham feito uma cidade própria, e o vislumbre deles de Vivec, que brilhava com santidade através de todas as esferas, chamou a atenção deles.

‘Sob este raciocínio, a descendência de Vehk deslizou para o nosso reino, atraída pela nossa cobiça, escondida na perda. Construiremos nossa torre-esperança em seu rosto.’

Agora, muitos anos haviam se passado em Resdaynia, e os sumos sacerdotes dos Dwemer estavam construindo algo parecido com Vivec e similar ao novo Ha-Note dos Ávidos. O Hortator estava envolvido com um exército deles que se tornou muito corajoso, falando palavras tolas, e Nerevar ajudou a destruí-los com a ajuda da legião órfã de Ayem. Quando ele foi dar troféu a Vivec, ele viu seu senhor sendo atacado pelo Rosto-Cidade. O monstro estava dizendo:

'Aqui estamos para substituir sua cidade, Vehk e Vehk. Somos do lugar das emoções mais do que conhecidas e nossos cidadãos morreram disso. Duas coisas pelas quais viemos, mas podemos ficar por apenas uma. Ou pedimos que corrija nosso erro de cultura ou simplesmente tome o seu por força. O segundo é mais fácil, pensamos.’

Vivec suspirou.

‘Você substituiria minha direção,’ disse ele. ‘Estou cansado disso, embora quisesse matar uma era antes. Resdaynia está doente, e não tenho tempo para mais uma analogia imaginária de um incidente desconhecido. Aqui, pegue isso.’

Nisso ele tocou na torre-esperança do Rosto-Cidade e corrigiu erros dos Ávidos.

'E isso.'

Nisso ele apunhalou o coração do Rosto-Cidade com a Faca Etos, que quer dizer RKHT AI AE ALTADOON AI, a espada curta do comércio adequado.

O fim das palavras é ALMSIVI.