Online:Songs of the Return, Volume 5

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
ON-icon-book-Generic 154.png
Informações do Livro
Veja também Versão da Lore
Anterior None Próximo Volume 27
Coleção The Rift Lore
Songs of the Return, Volume 5
Part of the traditional legend of Ysgramor and his Five Hundred Companions


Aconteceu que nosso grande lorde Ysgramor, o Precursor de todos nós, se sentou ante um fogo de acampamento. As tripulações do Jorrvaskr, do Fallowfire, e do Kaal Kaaz o pediram para comer, e alardear, e beber. Já que os abençoados membros dos Quinhentos Companheiros estavam fora pela região. Histórias foram contadas, corações conquistados e perdidos, e sempre o cheiro de carne a assar pendia no ar. Os maiores de todos nós acenavam para todo guerreiro a seu lado, e contavam o conto do forjamento de Wuuthrad.

Todo Mer que o Precursor destripava, morria pela mordida de Wuuthrad. Através de toda a longa campanha, a única arma que serviria na mão do Precursor seria o poderoso Wuuthrad. Como ele o contou, o mais lendário dos machados foi forjado na mais escura das noites. Era a Noite de Lágrimas. Ysgramor se sentava, olhando através das águas. Ele navegou sobre a última embracação da sua frota, deixando Tamriel pelos litorais de Atmora. Daquele ponto de observação, ele assistiu enquanto Saarthal—a primeira cidade—queimava. Um inchado céu caía em forma de chuva sobre as chamas e sobre o mar. E o maior de todos nós chorou amargas lágrimas.

Tão grande era o sofrimento do Precursor que, ao invés de salgada tristeza, Ysgramor chorou lágrimas do mais puro ebony. Seu filho mais velho, Yngol, coletou essas lágrimas em uma caneca segurou seu pai em um forte abraço. Ele despejou hidromel na grande garganta do Precursor, enrolou peles ao redor dos grandes ombros do Precursor, e o colocou para dormir em uma grande rede abaixo do convés.

Então ele se colocou ao trabalho. Porque Yngol, o filho mais velho do Precursor de todos nós, era o maior ferreiro que nosso povo jamais viu. Lá, no meio do mar, Yngol se pôs a trabalhar com suas ferramentas. Ele usou raios para esquentar as Lágrimas da Noite, a quebração do oceano para resfriá-las, e sempre o bater de seu martelo soando em concerto com o crescente vento.

Quando Ysgramor acordou na manhã seguinte, Yngol o presenteou com o poderosos machado, esculpido do sofrimento que o pôs abaixo na noite anterior. E o Precursor de todos nós abraçou sei filho. Ele chorou em voz alta ded alegria, tristeza, e raiva. E lá, no convés do último navio de Saarthal, Ysgramor nomeou seu machado Wuuthrad, que significa "Lágrimas de Tempestade" na língua de Atmora.

Foi aí que, na contação da história, que Ysgramor pausou. O Precursor de todos nós chamou o perdido Yngol, que havia estado com a tripulação do Harakk durante a Tempestade da Separação. Porque seu filho, seu mais velho e maior fonte de alegria, estava sempre com ele. Ele que havia atado as lágrimas de tempestade, ele disse, sempre andava com ele nos dias dos nobres e honrados Quinhentos.



Ant.: Nenhum Acima: Songs of the Return Próx.: Volume 27