Oblivion:The Lunar Lorkhan

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
OB-icon-book-Book8.png
Informações do Livro
ID 000243d8
Veja também Versão da Lore
Value 25 Weight 1.0
Skill Alteration
Localizações
Encontrado nos seguintes lugares:
The Lunar Lorkhan
Uma teoria sobre as luas Masser e Secunda


Eu não vou entrar na variação de contas sobre o que aconteceu na Torre Adamantina, nem vou relatar a Guerra das Metáforas Manifesto que rendeu aquelas histórias incapazes de suportar a maior parte das qualidades do que é comumente conhecido como "narrativa". Todos temos nossa história favorita de Lorkhan e nossa motivação favorita de Lorkhan para a criação de Nirn e nossa história favorita sobre o que aconteceu com o Coração Dele. Mas a teoria do Lorkhan Lunar é de nota especial.

Em resumo, as Luas eram e são as duas metades de seu 'corpo-divino'. Como o resto dos Deuses, Lorkhan era um plan(o)eta que participou da criação na Grande Construção... exceto onde os Oito emprestaram porções de seus corpos divinos para criar o plan(o)eta mortal, Lorkhan foi quebrado e sua chama divina caiu para Nirn como uma estrela cadente "para impregná-la com a medida de sua existência e uma quantidade razoável de egoísmo".

Masser e Secunda são, então, personificações do dictoma-- da "Dualidade Búlbica", de acordo com Artaeum-- que as lendas de Lorkhan normalmente vão contra: ideias de ânimo/animosidade, bem/mal, ser/não ser, a poesia do corpo, garganta, e gemido/silência-como-o-abortivo, e assim por diante -- definido no céu norturno como o lembrete constante de Lorkhan para sua emanação mortal sobre seu dever.

Seguidores desta teoria têm que todas as outras "Histórias do Coração" são degradações míticas sobre a verdadeira origem das luas (e não precisa ser dito que eles observam a "teoria do oco crescente" também).