Lore:Alessia

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995


Rainha Alessia
Raça Nede Gênero Feminino
Nascimento 1a Era
Cyrodiil
Morte 1E 266
Reinado 1E 243-
1E 266
Antecessor Nenhum
Residência Cyrodiil

Alessia, também conhecida como Rainha Alessia ou Santa Alessia, liderou a rebelião da Primeira Era contra os Ayleids, liberando os humanos de Cyrodiil da escravidão e fundado o que se tornou o Primeiro Império Cyrodilico. Como sua primeira Imperatriz, ela estabeleceu uma nova religião, uma fusão dos panteões Nórdico e do Aldmeri, conhecido como Oito Divinos. Em seu leito de morte em 1E 266, ela foi santificada por Shezarr[1] (em algumas histórias por Akatosh[2]), sua alma foi colocada na pedra central do Amuleto dos Reis.[3] O Pacto entre deuses e homens foi feito aqui. Belharza o Homem-Touro, seu suposto filho com o semipríncipe Morihaus, foi eleito como seu sucessor como Imperador de Cyrodiil.[4]

Alessia não é seu nome de nascença, e sim a alteração de um título, Al-Esh ("Alta Alteza"), que foi dado a ela por seus seguidores. Outro título dado a ela foi Paravant ("A Primeira"). Devido a alteração desses dois títulos, existem outros inúmeros nomes pelos quais ela é conhecida por várias pessoas, incluindo Perrif, Paravania, e Aleshut.[5] A Ordem Alessiana é chamada assim pois ela supostamente apareceu numa visão do profeta Marukh, e concedeu seus ensinamentos a ele.[6][7]

Alessia nasceu em uma das muitas tribos humanas de Cyrodiil e cresceu em Sardavar Leed, conhecida naquele tempo como Sard.[5] Assim como todos os humanos de Cyrodiil na Primeira Era, ela viveu como escrava dos Ayleids, a raça élfica que reinou Cyrodiil. Ela orou para Akatosh a aos Aedra pedindo que fosse liberta dos Ayleids veneradores de Daedra.[3]

As súplicas de Alessia foram atendidas quando ela recebeu três visões dos Aedra em Sancre Tor. Livre, ela estabeleceu sua cidade sagrada e lá começou uma rebelião contra seus senhores.[8] Em conjunto ao semideus Morihaus, Alessia ergueu um exército. Em 1E 242, a terceira visão de Alessia se tornou realidade, e Pelinal Listranívea caminhou até seu acampamento coberto em sangue Aylêidico; seu segundo campeão havia chegado.[9] Com o ímpeto crescendo, as forças humanas tomaram o controle de Cyrodiil a leste do Níben.

Formando alianças com Skyrim e lordes Ayleid rebeldes,[10], as forças Alessianas cercaram a capital de Torre Ouro-Branco. Com as forças aliadas hesitando para atacar, Pelinal Listranívea invadiu a torre sozinho e aniquilou o Rei Feiticeiro Umaril o Desplumado. Enfim Morihaus seguiu com o resto do exército e capturou a cidadela. Lentamente, mas sem dúvidas, os Ayleids foram sendo expulsos de Cyrodiil; muitos se tornaram refugiados, fugindo para a Floresta de Valen.

Com a captura da Torre Ouro-Branco em 1E 243, Alessia declarou-se primeira Imperatriz do novo Império de Cyrodiil, e recebeu o Amuleto de Reis de Akatosh como prova de sua reivindicação.[11] Um dos primeiros desafios do novo Império foi estabelecer uma religião aceitável tanto pelo povo de Cyrodiil, acostumado com um panteão derivado do [Lore:Aldmer|Aldmeri]], e aos seus aliados Nords, os quais se opunham a qualquer divindade élfica. Como um acordo, ela estabeleceu os Oito Divinos, os quais incorporaram elementos de ambas religiões Aldmeri e Nórdicas.[12] Essa religião continua a dominante em Cyroddil, entretanto, com a adição de Talos, é agora mais conhecida como os Nove Divinos. Ao final da Grande Guerra, o Império assinou o Tratado Ouro-Branco, que criminaliza o culto a Talos pelo Império, voltando ao culto do panteão original de Alessia.[13]

Acerca de sua morte, é dito que Alessia havia sido enterrada nas catacumbas abaixo de Sancre Tor. Isso mais tarde se tornou uma tradição devido a Reman Cyrodiil e seus sucessores, os quais também foram enterrados abaixo da cidade, entretanto uma tradição rival diz que Alessia foi enterrada no local do Templo do Um na Cidade Imperial.[8]

Veja Também

  • Mais informações sobre Alessia também podem ser encontradas nestes livros:

Referências

  1. ^ [[Lore:Purificando o Santuário|]]
  2. ^ [[Lore:Julgamentos de Sta. Alessia|]]
  3. ^ a b [[Lore:O Amuleto dos Reis|]]
  4. ^ [[Lore:Madame Clarisse Laurent Responde suas Perguntas|]]
  5. ^ a b O Adabal-aMorihaus
  6. ^ A Ilusão da Morte
  7. ^ Pocket Guide to the Empire, 1st Edition: CyrodiilImperial Geographical Society, 2E 864
  8. ^ a b [[Lore:A Lendária Sancre Tor|]]
  9. ^ A Canção de Pelinal - Volume 2: Em Sua Chegada
  10. ^ [[Lore:O Último Rei dos Ayleids|]]
  11. ^ [[Lore:Chim-el Adabal: Uma Cantiga|]]
  12. ^ Shezarr e os DivinosFaustillus Junius, Subcurador de Teologia e Paleonumerologia Antiga , Biblioteca Imperial
  13. ^ Um Conto Conciso da Grande Guerra entre o Império e o Domínio AldmeriLegado Justianus Quintius