Livros:A Cidade Infernal/Umbriel

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
(Redireccionado de Lore:Umbriel)


Quando Umbriel, uma cidade flutuante, aparece pela primeira vez em Tamriel, ela é vista por três marinheiros: Iffech, Keem e Grayne. Isso também é mostrado a Sul por Azura em um sonho. Outro marinheiro, Ixtah-Nasha, relata histórias da cidade flutuante ao seu primo, Mere-Glim, que por sua vez as conta para Annaïg Hoïnart.

Glim "resgata" Annaïg da tentativa de seu pai Taig de enviá-la para Leyawiin, longe de Umbriel, somente para ele ser inexplicavelmente atraído até Umbriel. Para evitar ser atraída até o terreno sob Umbriel, onde ela vê as forças da cidade matando os habitantes de Lilmoth, ela usa uma poção de voo em ambos e, incapaz de puxar Glim para longe da ilha flutuante, os guia para Umbriel.

Umbriel é alimentada por uma nova versão de ingenium. Vuhon, o criador do ingenium, revela que usou o dispositivo para torcer um pedaço de Oblivion do reino de Clavicus Vile, colocando-o em voo e tornando instável a barreira erguida para prevenir a sua fuga e de Umbra. As pessoas mortas abaixo de Umbriel são usadas para alimentar o ingenium, que sustenta a cidade flutuante e satisfaz um pacto feito com Umbra.

A cidade é em forma de cone, com um ponta estreita na base. O "Poço" fica no interior da parte inferior, as bordas exteriores são conhecidas como "Círculo das Bordas", e os palácios dos senhores superiores são encontrados no topo.

Umbrielianos – muitos dos quais são parecidos com as raças de Tamriel – são nascidos corpos adultos completamente formados e vivem vidas curtas; um umbrieliano de entre dez e quinze anos são considerados velhos. Quando umbrielianos morrem, suas almas são recicladas e renascidas em um novo corpo, embora eles não retenham as memorias de sua vida anterior. O idioma falado em Umbriel é muito similar ao Ehlnofex e, como esperado, é chamado Umbriélico.

Monturo de Contenção
O Monturo de Contenção é o monturo com o "aroma mais rico" dos quando Monturos Inferiores; um dos lugares onde detritos de Umbriel são enviados. É o primeiro lugar nomeado que Annaïg e Glim encontram.
Círculo das Bordas
Uma região em um penhasco na orla exterior de Umbriel, envolvendo-a. É repleta de árvores que parecem relacionadas com as Hist, incluindo uma especialmente alta. As árvores produzem o que Umbriel precisa, como diferentes tipos de frutas e até objetos como ferro. Os guardiões das árvores cuidam das árvores e colhem essas plantas. Mere-Glim descobre o Círculo das Bordas através de um túnel do Poço e conhece Fhena lá, que é um de seus lugares favoritos em Umbriel.
Casarão Ghol
Casarão Ghol é uma das regiões de Umbriel, servido pela cozinha de Qijne is one of the regions of Umbriel, served by Qijne's kitchen. Lord Ghol dislikes boring food.
Floresta de Vidro
A "floresta de vidro" é o nome que Sul e Attrebus deram a uma teia feita de material parecido com vidro encontrada no topo da cidade. Vuhon é capaz de controlar os túbulos de vidro conforme seu desejo, usando-os para se mover ou imobilizar um inimigo.
Cozinhas
As cozinhas (chamadas de "vehrumasas" em Umbriélico) são onde a comida é feita para os senhores e senhoras de Umbriel. As cozinhas inferiores fazem comida para os senhores menores, que possuem um paladar mais terreno, enquanto as cozinhas de cima trabalham para os senhores superiores, que exigem comida feita com essências espirituais. A cozinha de Qijne, que é uma da parte inferior, tem paredes alinhadas com fornos, com o centro do local contém fossos de pedras quentes, balcões e armários, caixas e cestos pendurados por correntes. Uma ponta possui mesas para trabalhos mais delicados. A cozinha de Toel, em contraste, somente possui um fosso e forno, mas muitas bancadas de granito vermelho com instrumentos de alquimia, e é mais dedicada a preparar essências espirituais – tanto para os senhores de Umbriel quanto para as árvores do Círculo das Bordas.
Monturos Inferiores
Os Monturos Inferiores são, essencialmente, um espaço para lixo, onde os detritos das cozinhas que não terminam no Poço vão e são comidos e digeridos por vermes, antes de serem usados para outra função.
Poço Essencial
O Poço é onde vida em Umbriel começa e termina: almas são processadas; pessoas nascem; corpos mortos são enviados para lá; plantas crescem e são colhidas. É também onde Mere-Glim foi enviado para trabalhar por causa da sua habilidade de respirar debaixo d’água. Os trabalhadores do Poço, que ajudam novas pessoas a nascerem e que coletam comida para as cozinhas, são chamados de skraws. Skraws respiram um gás conhecido como "vapores" para serem capazes de respirar na água, que é venenosa para eles; isso causa icterícia com o tempo e, eventualmente, os mata.
O poço úmido é lar de várias criaturas que são hostis a recém-chegados no Poço, mas elas se acostumam com eles. O poço é um lago em forma de cone abaixo da cidade e é acessado por túneis em cavernas. A parte mais profunda é conhecida como a Queda; proformas (Umbrielianos ainda por nascer) são presos às paredes cerca de dois terços para baixo, e o conduíte do ingenium fica no fundo.
Mansão Oroy
Mansão Oroy é uma das regiões de Umbriel, servida pela cozinha de Qijne. Em contraste com o Palácio Prixon, os habitantes gostam de comida queimada.
Palácio Prixon
Palácio Prixon é uma das regiões de Umbriel, servido pela cozinha de Qijne. Slyr diz para Annaïg que eles não gostam da comida queimada.
Palácio Rhel
Rhel Palace é o lar de Lorde Rhel, que ele acredita ser o maior dos oito palácios. Ele diz que construiu o lugar, embora artistas de Umbriel tenham ajudado a planejar os quartos que eram mudados rapidamente, conforme Rhel ficava entediado com as decorações. Uma sala que Annaïg visita tem o chão de cristal rosa ondulado e que, de acordo com Rhel, dez dias antes era uma selva baseada nas de Pântano Negro.
Aposentos privados de Toel
Os aposentos de Toel são ricamente mobiliados e as paredes cobertas de tecido. Há uma sacada onde ele entretém sua companhia, que tem uma excelente vista de Umbriel: é possível ver uma bacia com um lago e muito da cidade: prédios que se erguem das rochas, castelos pendurados por cabos e torres na borda da ilha que parecem serem feitas de vidro.

Notas

  • Umbriel é mencionada, embora não nomeada, por Ysolda em Skyrim quando perguntada sobre a Árvore Adormecida - uma teoria que ela ouviu sobre suas origens é que a árvore veio de uma semente que caiu de uma ilha flutuante.