Morrowind:36 Lessons of Vivec, Sermon 14

A UESPWiki – Sua fonte de The Elder Scrolls desde 1995
MW-icon-book-Book3.png
Informações do Livro
ID bookskill_spear3
Veja também Versão da Lore
Anterior Sermon 13 Próximo Sermon 15
Value 200 Weight 3.0
Skill Spear
Localizações
Encontrado nos seguintes lugares:
Livro 14 de uma série de palavras de conhecimento relacionadas à Vivec


Vivec deitou com Molag Bal por oitenta e oito dias, ainda que sem cabeça. Nesse período, o Príncipe colocou de volta os pés do guerreiro-poeta e encheu-os com o sangue de Daedra. Portanto, a forma gigante de Vivec manteve-se para sempre inofensiva para boa terra. O Banquete de Romãs trouxe muitos espíritos dos mortos, então os filhos e filhas da união tiveram muito o que comer além de frutas.

O Duque dos Scamps veio enquanto o banquete ainda estava em andamento, e Molag Bal olhou às sete flâmulas com raiva. O Rei do Estupro tornou-se necessário e portanto incomodado pelo resto do tempo. Suas legiões e as de Kh-Utta entraram em guerra, mas as crianças de Molag Bal e Vivec eram muito elaboradas em forma e poder.

O Duque dos Scamps portanto tornou-se algo menor, assim como seus filhos. Molag Bal disse a eles: 'Vocês são filhos de mentirosos, cães, e mulheres com cabeça de lobo.' Eles são inúteis de se invocar desde então.

O consagrado retornou então, Vehk, dourado com sabedoria. Sua cabeça descobriu que seu corpo tinha sido usado com ternura. Ele disse isso para Molag Bal, que disse que ele tinha de agradecer os Barões do Mova-se Assim, 'Pois ainda tenho que aprender como refinar minha êxtase. Meu amor fora acidentalmente formado como uma lança.'

Então Vivec, que tinha um grão da piedade de Ayem, estava prestes a ensinar Molag Bal os caminhos da magia de ventre. Eles pegaram suas lanças e compararam-nas. Vivec mordeu novas palavras na do Rei do Estupro então ele talvez desse mais do que ruínas ao não iniciado. Isso é desde então um ritual proibido, ainda que pessoas pratiquem-no em segredo.

Aqui está o motivo: Os Velothi e demônios e monstros que estavam assistindo tiraram para fora suas próprias lanças. Houve muita mordida, e a terra ficou molhada. E essa foi a última risada de Molag Bal:

'Veja como a terra quebrará, pesada com tanto poder, que deveria ter sido para sempre sem igual!'

Então essa extensão do ermo que fora palco do casamento fragmentou-se e inflamou-se. Então uma raça que não existe mais, mas que era terrível de se contemplar veio. Nascidos dos mordedores, isso é tudo que fizeram, e eles correram pelas terras de Veloth e até nas bordas da Montanha Vermelha.

Mas Vivec fez de sua lança algo mais terrível, de um segredo que ele havia mordido do Rei do Estupro. E então ele mandou Molag Bal cair na fenda dos vigaristas e jurou para sempre que ele não consideraria o Rei bonito novamente.

Vivec chorou quando ele matou todos aqueles ao redor dele com sua terrível lança nova. Ele chamou-a de MUATRA, que é Tomadora de Leite, e mesmo os místicos Chimeri conheciam sua fúria. Qualquer um golpeado por Vivec então, tornava-se estéril e seco até a forma óssea. O caminho dos ossos tornou-se uma frase para as estrelas lerem, e os céus nunca conheceram crianças desde então. Vivec caçou os mordedores um por um, e toda sua prole, e os matou pelo meio dos Nove Orifícios, e os sábios ainda escondem os seus da Muatra.

O fim das palavras é ALMSIVI.